Na semana do Dia Mundial da Água, empresa responsável pela economia de 28 milhões de litros de água em 2016 revela tendências na área de sustentabilidade

tecnico
Somente em 2016, a rede de franquias TRC Sustentável foi responsável pelo equivalente a R$ 500 mil em economia nas contas de água de todos os clientes juntos atendidos ano passado

O termo “Sustentabilidade” deixou de ser moda há muito tempo. Logo, logo, ser sustentável não será mais uma opção de vida, mas sim uma obrigação de todos. Desperdício de água e de outros elementos naturais também passou a ser dinheiro jogado fora para muitas famílias e empresas. Segundo estudo divulgado pela ONU (Organização das Nações Unidas), até 2030 quase metade da população mundial terá problemas com abastecimento de água. Portanto, nada melhor do que lembrarmos disso na semana do Dia Mundial da Água (22/03) e avaliarmos como mudar esse quadro.

Dados revelam também que a porcentagem de clientes dispostos a pagar valores mais elevados por produtos e serviços de empresas que retribuem à sociedade é de 66%, segundo um estudo da Nielsen. Além disso, de acordo com pesquisa da Roland Berger, em parceria com a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha o mercado sustentável brasileiro deve crescer entre 5% e 7% ao ano até 2020, mesmo nível do avanço estimado para o mercado mundial, de 6,5% ao ano nas duas primeiras décadas deste século.

“Hoje em dia, 37% de toda água tratada no Brasil se perde, ou seja, é desperdiçada. Por isso, os negócios ligados à sustentabilidade estão na lista de tendências mundiais, quando o assunto é empreendedorismo. Mas, educação ambiental ainda é um tópico que caminha em passos lentos no Brasil. O brasileiro só começou a tomar consciência sobre a importância de sua participação em relação às questões ambientais há, relativamente, pouco tempo, principalmente após a recente crise hídrica do país”. É o que acredita Anderson Silva, diretor executivo da TRC Sustentável.

A marca surgiu em 2004 para oferecer ao mercado soluções em economia de água, tanto para imóveis físicos quanto jurídicos. E é a única no segmento de franquias a oferecer serviços nesse perfil. “Graças aos nossos serviços, somente no ano passado já economizamos 28 milhões de litros de água. O equivalente a R$ 500 mil em economia nas contas de água de todos os clientes e serviços prestados”, revela o executivo.

INOVAÇÃO NO MERCADO

O carro-chefe da TRC Sustentável é o serviço exclusivo P.G.A, um Projeto de Gestão de Água totalmente legal e ecologicamente correto, capaz de reduzir o consumo de água dos clientes em até 60%. O sistema desenvolvido pela empresa propõe quatro etapas: análise dos hábitos de consumo, verificação de vazamentos, instalação dos dispositivos e acompanhamento feito por um software que monitora os gastos diários do cliente.

“Países como EUA, Canadá e continente europeu comercializam restritores de vazão e pressão, similares aos que a TRC utiliza. Porém, as técnicas empregadas pela rede utilizando estes produtos, que configuram o PGA (Projeto de Gestão da Água), é que tornam o nosso serviço único e exclusivo”, reforça Anderson. E para esse ano o serviço ainda deve ser aprimorado. “Estamos planejando a inclusão de novos produtos de detecção de vazamentos com sondas eletrônicas via aplicativo de celular, que irá medir o consumo por gráficos e não somente por som, como é feito atualmente”, adianta.

A rede também oferece um serviço chamado Acha Vazamento, no qual os profissionais da TRC Sustentável localizam os locais que indicam o problema com precisão sem danificar a estrutura do imóvel. “A tecnologia que empregamos aqui é a mesma adotada em outros países”, conta o executivo. Já o Sistema Automatizado para Economia de Água viabiliza o uso racional e consciente da água, por meio de torneiras sensorizadas, pedais e secadores de mãos, gerando uma economia de estimada em 35% a 80% na conta de água. “A torneira com sensor é uma tendência de utilização, principalmente onde tem grande fluxo de pessoas, como shoppings, centros comerciais e hospitais”, explica Anderson.

As Estações de Tratamento de Esgoto Portáteis são utilizadas em regiões que ainda utilizam fossas, o que, através de um reservatório especial e bactéria orgânica, a água tratada possa ser utilizada na irrigação de terras. “Geralmente indústrias e empresas são as que mais precisam das estações de tratamento de esgoto e efluentes, pois elas usam a água para fabricar seus produtos e deixam resíduos que prejudicam a saúde humana. Com o uso da ETE é possível reaproveitar a água para outros fins, além de gerar um adubo orgânico de ótima qualidade para ser utilizado nas plantas”, explica o especialista.

Enquanto isso, as Cisternas Modulares (kit Reuso) oferecidas pela TRC são reservatórios projetados para captar água da chuva e da máquina de lavar, que possam ser utilizadas na limpeza da casa, calçadas, carros e até em descargas sanitárias, podendo gerar uma economia de até 50% no consumo de água potável no imóvel. “O hábito no ato de reúso de água está caminhando aos poucos no Brasil, mas já apresenta uma evolução considerável. O número de projetos que inclui sistemas de coleta de água da chuva, incluindo legislações próprias em diversos municípios do Brasil, onde a coleta em edificações é lei, já demonstra isso”, acredita Anderson.

Cisterna de captação de água da chuva.
Cisterna de captação de água da chuva.

Ainda esse ano, a rede deve firmar parcerias com empresas que trabalham com energia fotovoltaica para agregar soluções que envolvam redução de custos e sustentabilidade. “A ideia é que os franqueados possam oferecer também soluções em energias renováveis”, adianta Anderson.

ECONOMIA DE ÁGUA NO BRASIL TODO

O diretor da rede ainda acredita que determinadas regiões do país, especificamente, devem receber mais atenção nesse sentido, em 2017. “Estados como São Paulo, Rio de Janeiro e mais recentemente Brasília passaram por problemas no abastecimento de água. No Rio de Janeiro, por exemplo, em algumas regiões, ainda há rodízios de utilização de água e os moradores sofrem para se adaptar a essa limitação”, explica.

É nessas regiões que a TRC deve direcionar deus planos de expansão nesse primeiro semestre de 2017 – para as principais capitais do país. Até o final de junho, a rede tem como meta 15 novas unidades e fechar o semestre com o faturamento de R$ 1 milhão de faturamento bruto. “Até o fim de 2017 pretendemos chegar ao número de 70 unidades atuando pelo Brasil afora”, revela Anderson. Atualmente, são 45 unidades em operação pelo país. Dentro dessa meta, somente para São Paulo (capital), pelo menos 6 novas unidades estão programadas para esse ano, e mais quatro no interior do Estado. “Para o Rio de Janeiro queremos chegar a municípios como Nova Iguaçu e também a Região dos Lagos (Búzios, Cabo Frio e Arraial do Cabo)”, acrescenta Anderson.

SOBRE A TRC SUSTENTÁVEL

A TRC Sustentável (Tecnologia em Redução de Custos) é uma rede voltada para o desenvolvimento e comercialização de projetos voltados à sustentabilidade, auxiliando na preservação do meio ambiente. Fundada em 2004, a empresa adotou o modelo de franchising em 2013 e, atualmente, possui mais de 45 unidades em 15 estados brasileiros. A TRC Sustentável se destaca no mercado por seus projetos e serviços exclusivos que auxiliam na redução de consumo de água significativamente. Entre eles o PGA, um projeto que inclui consultoria, know How, prestação de serviços e dispositivos aplicados que evitam desperdício de água, gerando economia.

Informações para a imprensa:

Fatos&Ideias Comunicação – (17) 3216-5809 – fatoseideias@fatoseideias.com.br
Renata Brito – (17)9 9107-4530 – renata@fatoseideias.com.br
Marina Castellan – marina@fatoseideias.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *